Teresa Gabriel

Teresa Gabriel

Tendo iniciado há 10 anos atrás o seu percurso pela música alternativa, folk e celta, Teresa Gabriel colaborou nos últimos anos com uma série de artistas da “música do mundo” (ALAP, Paulo Sousa e Baltazar Molina), cantou com Sara Tavares e Romi (Terrakota) no OndaJazz, estudou música indiana e búlgara em Londres e colaborou com vários projectos electrónicos (Jamie Woon, Orchid Star, Sérgio Walgood e Ambiens Indages). Para além disso, tem feito diversas composições para dança (Amálgama e Iris Lican) e realiza também viagens sonoras meditativas (Iris Lican, Moksha, Bruno Teixeira, Lobsang Dorje/Anu Biak e Ruben Branco).

As suas composições têm a particularidade de denotar o seu profundo interesse pelas antigas tradições ligadas à natureza, como o xamanismo, que conferem à música um universo especial e único. Desta forma, o ouvinte é conduzido numa viagem temática que alia a riqueza tímbrica e versátil da voz à criatividade da guitarra acústica, que se exprime através de uma forma que vai para além do vulgar, cruzando-se e fundindo-se com a própria voz.

A sonoridade única que brota das suas composições possui um brilho acústico e folk, com laivos étnicos e místicos, tendo como influências Jeff Buckley e Tori Amos, mas também Ravi Shankar, Vozes Búlgaras ou Dead Can Dance. Os temas revelam ambiências naturalistas, de inspiração mitológica neoclássica, com letras filosóficas que remetem para a rica poesia sufi, o xamanismo, as viagens, a multiplicidade una da vida, as transformações e também para as dimensões mais íntimas, do mundo do sonho, recorrendo à música como ferramenta experiencial para a catarse da alma.

Na sua carreira, destacam-se os concertos de abertura de Beth Gibbons dos Portishead no Coliseu de Lisboa e Porto em 2003, tendo passado igualmente pelos palcos de vários festivais em Portugal e Inglaterra (Centro Cultural de Belém 2005, Jardim de Inverno no S. Luíz 2010, Colectanea Optimus 2001, Aula Magna 2001, Vilar de Mouros 2001, Sudoeste 2002, Boom Festival 2006, 2008, 2010 e 2012, Freedom Festival 2007, Andanças 2005 e 2006, The Synergy Project 2006 e 2007, Sunrise Celebration 2006, Small World Solar Stage 2008, Secret Garden Party 2009, Crew Hassan, Bacalhoeiro, Fonoteca Municipal, Contagiarte, entre muitos outros). Colaborou na produção e em várias actuações no Projecto Sinergia de 2007 a 2009, em eventos relacionados com arte e música, numa perspectiva de sustentabilidade, consciencialização e educação ambiental.

Neste momento prossegue com os seus estudos superiores de Som e Música, a par das suas aulas como professora de canto e guitarra.

Colabora actualmente com a bailarina e coreógrafa Iris Lican e com o percussionista étnico Baltazar Molina no projecto de Performance Sagrada Interactiva TRINITY, com o poeta Manuel Cintra no espectáculo de poesia “Caruma”, e com Ruben Branco ( terapeuta, professor, construtor e tocador de didgeridoo), no projecto de viagem sonora meditativa “Leewana”.

Encontra-se também a finalizar o seu mais recente álbum: “Rites of Passage” e  também realiza Workshops de Voz.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s